O VMFW abriu ontem,5 de Dezembro,  o “Catwalk,”no South Beach.

O primeiro dia de desfiles foi dedicado aos jovens talentos com a apresentação de 102 looks, propostas dos dezasseis Young Designers selecionados para esta edição.

Esta categoria afasta-se do conceito tradicional de passerelle, com o intuito de proporcionar aos novos criadores desfiles num ambiente mais informal, urbano e multiartístico. Estes Novos Talentos têm como finalidade evoluir, crescer e surpreender no mundo da moda. Eles são responsáveis por nos trazerem o brilho e o objetivo é passar a mensagem de que se trata de algo de novo, fresco, que está a nascer ou a crescer, mas também algo mais laboratorial e experimental, mais arrojado, mais inovador. 

O desfile decorreu ao som de vários ritmos, nomeadamente africanos e brasileiros que combinaram na perfeição com a paleta de cores, que variou entre tons neutros de nude, salmão, azul céu, castanhos e caqui e cores mais fortes como  o amarelo, azul e vermelho. Não faltaram o branco e o preto, e claro os apontamentos de tecidos capulana, estampados de flores e estampados à peça.

Das propostas destacaram-se os bordados efeito relevo, tecidos fluídos, efeitos transparência, volumetria e enchimento. Tops fluídos e com cortes assimétricos,  peças estruturadas e vestidos compridos realçaram a elegância feminina.

O desfile foi um sucesso no que respeita à originalidade das propostas de moda, de público interessado e de atenção mediática. A aposta em jovens criadores é, desde há muito, um dos pilares da estratégia do Vodacom MFW.

O evento procura funcionar como alavanca de talentos emergentes, de modo a renovar o panorama da moda nacional, e facilitar a integração de novos designers no mercado de trabalho.

Após desfile, pudemos assistir à nomeação do Melhor Talento, analisado por um Júri constituído por três individualidades do mundo da moda, que premiou a PRETÜ como Melhor Young Designer 2018.

O prémio foi entregue em palco à jovem estilista Jaciara Trigo de Morais, que ganhou um Kit e curso corte e costura e ainda uma máquina da Bernina entregue pela estimada parceira Sra Rosa Maria, um intercâmbio no Reino Unido para interação com especialistas de moda entregue pela Exma Alta Comissária do Reino Unido em Moçambique, Sra Nne Nne Iwuji-Eme, e ainda uns óculos da marca Optiworld.

O espetáculo abriu com um agradecimento muito especial aos estimados main sponsors, Vodacom, Barclays Bank Mozambique, LAM (Linhas Aéreas de Moçambique), Zap, Volkswagen, Amarula, Hunters, Heineken e Lirandzo.

Contou com a atuação dos músicos Júnior e Jay e terminou com o sorteio da Vodacom e entrega de um smartphone a um membro do público, Melanie Mário.

Convidamo-lo a assistir hoje a mais um desfile, e a conhecer as propostas dos nossos estilistas Estabelecidos, Mauro Magumeto, Nivaldo Thierry, Omar Adelino e Pinto Música, porque…The Future is Africa

 

fotos Simon Deiner-SDR Photos